Log In

Reviews

The Voice Brasil – Audições às Cegas II

Pin it
75.925925925926
3.7
27
Série: The Voice Brasil
Episodio: Audições às Cegas
Número do episódio: 1×02
Data de exibição: 30/09/2012

Após uma boa estreia, o The Voice Brasil levou ao ar o segundo episódio de audições às cegas. O segundo episódio foi melhor que o primeiro mostrando que a escolha de gravá-lo somente após a estreia foi acertada. Os mentores estavam mais soltos, mais dinâmicos e o ritmo mais fluido. A melhora do episódio teve reflexo inclusive nos índices de audiência, fazendo a Globo marcar a média de 16,2 pontos, um crescimento com relação à estreia.

Apesar disso, achei que o nível musical do primeiro episódio estava mais alto. Gostei mais da apresentação dos jurados na semana passada. E dos candidatos também. Ellen Oléria continua sendo, na minha opinião, a melhor cantora do programa. Cláudia Leitte – que estava com um look lindo – se soltou e conseguiu arrebanhar os maiores talentos de hoje para o #TeamCL. Gostei principalmente da Ju Moraes, que cantou maravilhosamente bem Amado, da Vanessa da Mata (achei melhor que a original). Ela entrou com o Brown na cabeça, mas Claudinha deu um show e acabou convencendo a candidata a seguir com ela.

Achei o Lulu meio apagado hoje. Ele brilhou mais na estreia. Virou a cadeira poucas vezes. Em uma dessas escolheu uma candidata que não gostei, a Patrícia Rezende. Achei bem mais do mesmo.

Daniel continua apagado, mas parece que fica meio sem saber o que fazer. No primeiro episódio eu tive a sensação de que ele tinha vergonha de estar representando o sertanejo e nunca virava para os sertanejos, por melhores que eles fossem. Nesse ritmo duas ótimas candidatas acabaram “caindo no colo” dele. Já hoje, senti que ele virou para todo mundo, bem sem critério, para não ficar conhecido como o candidato que só escolhe sertanejos. Acontece que no fim somente os candidatos do sertanejo acabam escolhendo ele.

Brown também é meio sem critério e vira para qualquer coisa que abra a boca. A diferença entre ele e o Daniel é que o Brown tá mostrando no The Voice que mesmo não sendo um artista tão popular, no meio musical ele é um dos caras mais respeitados do Brasil. É difícil para os outros jurados competirem com ele. Na maioria das vezes o cantor acaba escolhendo o Brown, o que eu acho uma estratégia meio equivocada, visto que nas próximas eles terão que competir nos times e o time dele tem a maravilhosa Ellen, embora tenha candidatos bem fracos, como a dupla Bruno e Camila.

Sobre os jurados, ainda falta sentir aquele clima de competição que vemos no The Voice UK, por exemplo. Ponto alto pra química entre Carlinhos e Cláudia. Eles funcionam muito bem juntos. E também pros comentários da Cláudia hoje. Adorei. “Te pego lá fora” e “Chatiada” me proporcionaram boas risadas. E o Thiago Leifert continua estando pouco a vontade. Sorte que no The Voice o apresentador não tem um papel tão importante assim.

Quem gosta de reality shows musicais e acompanha as versões brasileiras já pôde identificar alguns rostos conhecidos. Karol Cândido participou do HSM Brasil, Thaís Moreira participou da primeira edição do Ídolos e Dani Moraes e Maria Cristina, cujas audições ainda não foram ao ar, mas que já aparecem no programa, também são ex participantes do Ídolos. Será que isso conta pontos contra ou a favor deles? O que vocês acham? E o que vocês acham da participação de artistas que já tem uma carreira consolidada como a Liah Soares?

Meus comentários finais serão sobre os destaques de hoje que na minha opinião foram: Ju Moraes (a melhor de hoje); Marquinho, o Sócio; Ana Rafaela e Júnior Meirelles. Com as escolhas de hoje acho que os times mais fortes são #TeamCL e #TeamBrown.

É bem interessante ver que por conta do formato as melhores histórias acabam ficando de fora, como a do índio e a Tay Cristelo. Mas acho justo. Que ganhe quem canta melhor e tem mais potencial de mercado.

Por fim, a estrutura montada pelo The Voice Brasil é ótima. Gostei da escolha dos mentores e acho que a Globo acertou com o programa. Vem pra preencher uma lacuna que tínhamos em programas de calouros de qualidade. É o melhor programa de calouros apresentado no Brasil desde o saudoso Fama. Os candidatos estão em um nível bem superior ao que vemos em outros programas de calouros como o Ídolos. O The Voice Brasil é a Globo mostrando pra Record e pro SBT como se faz um programa de calouros. Padrão Globo de qualidade, felizmente.

Séries citadas:

Relações Públicas e Mestre em Comunicação Midiática pela UFSM. Não esconde sua paixão por reality shows, sendo fã especialmente de The Voice e Survivor. Suas séries preferidas são Friday Night Lights e The O.C, mas também nutre um profundo amor por Friends e Sex and the city. Atualmente assiste também Orphan Black, Orange is The New Black, Broadchurch, Faking It, Girls, Glee e Nashville, sendo responsável pelas reviews das últimas duas. Suas paixões mais recentes são The Affair e How to Get Away With Murder.

blog comments powered by Disqus

Log In or Create an account